PrEP e efeitos colaterais

PrEP

A PrEP pode causar alguns efeitos colaterais menores, mas eles desaparecem depois de algum tempo.

Se você estiver tomando o comprimido da PrEP e sentir quaisquer efeitos colaterais graves ou que não desapareçam, informe o seu profissional de saúde.

Apenas 2 em cada 10 pessoas que iniciam a PrEP apresentam efeitos colaterais. Esses efeitos colaterais são leves e desaparecem em algumas semanas.

Efeitos colaterais comuns

O efeito colateral mais comum é que as pessoas podem sentir um pouco de náusea (a sensação de que você quer vomitar ou ficar doente). Outros efeitos colaterais comuns são dores de cabeça, vômitos, tontura e alterações no apetite (por exemplo, não sentir fome ou não querer comer nada).

Se você já iniciou a PrEP oral e tem algum efeito colateral com o qual está preocupado, volte à unidade sanitária e converse com seu médico sobre isso. Eles poderão aconselhar sobre como gerenciar esses efeitos colaterais e, às vezes, você pode precisar de medicação para ajudá-lo a interromper os efeitos colaterais.

Lembre-se: não pare de tomar a PrEP oral. Os efeitos colaterais geralmente duram apenas duas semanas. Manter-se HIV negativo numa situação em que você está em alto risco de infecção fará uma grande diferença para o resto de sua vida.

Partilhar este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Mais artigos:

sistema reprodutor masculino
Corpo Masculino

Sistema reprodutor masculino

é composto por órgãos que estão dentro e fora do corpo. Cada um desses órgãos desempenha um papel na reprodução (fazer filhos).

Corpo Masculino

Circuncisão Masculina

A circuncisão é a retirada da pele que cobre a cabeça do pênis (link to sistema reprodutor masculino).  A partir dos 18 anos, você pode

Corpo Masculino

Sistema reprodutor masculino

O sistema reprodutor masculino é composto por órgãos que estão dentro e fora do corpo. Cada um desses órgãos desempenha um papel na reprodução (fazer

Photo by Cliff Booth from Pexels
Tipos de ITS

Candidíase

É uma infecção de transmissão sexual muito comum, causada pelo fungo Candida albicans.  A infecção pode ocorrer por via do sexo desprotegido, uso de sanitários